Alessandra Rigazzo
Entrevistas

Entrevista com Alessandra Rigazzo

Alessandra Rigazzo é casada há 21 anos e mãe de dois filhos. É Pedagoga, especializada em Atendimento Educacional Especializado (AEE/Educação Especial), e Neurociência da Educação. Além disso, é autora do livro “Meu plano perfeito”, um livro-planner, publicado pela Editora Thomas Nelson Brasil. Alessandra realizou trabalho voluntário por muitos anos no atendimento a famílias de crianças com deficiências. Criou a Central do Corpo Caloso – Brasil, um tempo depois de receber o diagnóstico do seu filho mais novo, com o objetivo de conectar as famílias e divulgar informações e troca de experiências relevantes para uma melhor qualidade de vida. Trabalhou no MOPS – Mothers of Preschoolers, organização internacional cristã, no atendimento às mães. É também autora do blog “Tomando uma chávena de chá”, criado em 2008. Nessa entrevista ela fala sobre a sua vida, sua família e nos conta como manter uma vida organizada e equilibrada. Confira:

  • Hoje vivemos tempos em que as mulheres têm uma grande sobrecarga de trabalho, em casa e também no mercado de trabalho, tendo que ter um verdadeiro equilíbrio para tentar alcançar êxito em todas as tarefas. Como você vê a mulher nos dias atuais?

Vejo mulheres sobrecarregadas e muito cansadas. Estamos em um tempo em que, muito diferente do que viveram nossas avós, temos acesso fácil e rápido a todo tipo de informação com uma tecnologia cada vez mais avançada e atrativa.  É claro que a gente gosta disso, mas em muitos momentos da vida (ou mesmo do dia) somos engolidas por essa onda e ficamos perdidas, nos afogando nesse meio, fazendo muita coisa, conhecendo muita coisa e deixando de investir tempo, cuidado e aprendizado no que realmente importa. Precisamos agarrar a boia salva-vidas e repensar sobre nossas prioridades.

  • Alessandra, sabemos que tem uma família linda e que nos últimos anos você abriu mão do seu trabalho para se dedicar à família. Como foi essa escolha?

Quando meu primeiro filho tinha 3 anos o trabalho fora de casa estava me consumindo demais. Com horários fixos, compromissos diários e preparo de materiais aos finais de semana, senti que eu estava perdendo uma fase importante da vida e desenvolvimento do meu filho. Percebi que, além do tempo, o cansaço me deixava sem muita força para ser uma pessoa bacana no pouco tempo em que eu ficava em casa. Conclui que eu estava deixando de fazer coisas, de suprir necessidades que só eu enquanto esposa e mãe poderia suprir. Então, assim que tive a oportunidade, em concordância com meu marido, deixei de contribuir financeiramente (de forma direta) com o orçamento doméstico (mesmo tendo a renda maior que a do marido, na época), para investir em nossos relacionamentos. Foi como perder (financeiramente) para ganhar (o que tem dimensões eternas).

  • No mês de novembro, a Igreja Batista Renascer fará um congresso preparado especialmente para mulheres, e esse ano terá como tema principal a organização e o equilíbrio. Na sua opinião, como as mulheres podem conseguir essa tão desejada organização e equilíbrio?

Voltando seu olhar para Jesus, aprendendo com o exemplo de vida que Ele nos deixou. Precisamos buscar em Deus as respostas para todas as nossas perguntas, não só para os grandes dilemas da vida, mas para as questões comuns do cotidiano também.  O salmista diz: “Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece as minhas inquietações. Vê se em minha conduta algo que te ofende, e dirige-me pelo caminho eterno.” (Salmos 139:23,24). Dito isto, que é a base, os dois próximos passos são: viver com intencionalidade (agir com objetivos claros e planejados, desde as decisões e atitudes mais simples) e o gerenciamento da vida, do ambiente e do tempo (desde a gaveta de meias até a rotina da família).

  • É aí que entra a importância do seu planner “Meu plano perfeito”?

Sim! Costumo dizer que o Meu plano perfeito é um material que serve para a independência da mulher. Quando pesquisamos sobre organização ficamos dependentes de livros, vídeos ou mesmo de um profissional da organização, contudo, Meu plano perfeito é como se eu estivesse ali com você, orientando nos desafios do dia-a-dia da rotina da mulher, sobretudo do lar, com a vantagem de que eu não estou…rsrs. Além da parte da agenda, temos algumas abas onde separei de forma bem estruturada, sugestões dentro do tema. Com o Meu plano perfeito a mulher consegue traçar o seu próprio plano de ação com objetivos e estratégias de desenvolvimento. Foi um grande sucesso em 2018 e para o próximo ano teremos novas capas e conteúdo atualizado.

  • Seu filho mais novo foi diagnosticado com Agenesia do Corpo Caloso e autismo. Como é lidar com os desafios e quais dicas daria para as mães que tem filhos com esse diagnóstico?

As dicas que tenho para as mães de filhos com qualquer tipo de deficiência, diagnóstico ou dificuldade são:  1 – Lembre-se sempre que seu filho pode ter o diagnóstico de autismo, por exemplo, mas o autismo não é a identidade dele. Ele tem um nome, as próprias características, uma família e um Pai que o chama pelo nome. 2 – Viva intensamente, independente do prognóstico médico, estimule o desenvolvimento o tempo todo. 3 – Busque uma rede de apoio, de outras mães que te entendam, apoiem e estejam ao seu lado com amor.

  • Fale um pouco sobre o seu blog e o seus projetos para o futuro.

O blog “Tomando uma chávena de chá” (alessandrarigazzo.com), nasceu em 2008 como um meio de troca de experiências e informações com outras mulheres. Através dele fiz muitas amizades duradoras e também recebo pedidos de ajuda de mulheres que se sentem solitárias e exaustas. Uma resposta pública que pude dar a tantos desabafos e pedidos de ajuda foi justamente o Meu plano perfeito. Tanto o blog quanto meu perfil no Instagram (@alesssandrarigazzo) são formas de comunicar às mulheres as minhas dificuldades e a forma como Deus tem trabalhado em cada uma delas. Além de manter essa conversa sincera, também fazem parte dos projetos futuros: atualizações cada vez mais completas do Meu plano perfeito e a publicação de materiais para o público infantil, mas esse último ainda está na fase sonhos/planos.

Entrevista com Alessandra Rigazzo

Mais vistos

Fale com os editores:
E-mail: editora@batistarenscer.com


Editado e publicado no Brasil por:
Renascer – Livraria e Editora Ltda.
Telefone: (62) 3202- 4968

2016 - Desenvolvido pelo Depto. de Marketing da Igreja Batista Renascer.

Topo