proteger
Segurança em pauta

Meu filho saiu: como o proteger?

Fotografia: Paulo Rogê

Um dos grandes problemas da segurança tem sido combater os crimes digitais ou os estelionatos cometidos pelo telefone. A maioria da população se preocupa com a criminalidade a partir da percepção que tem dos crimes violentos, como homicídio e roubo.

O homicídio é chamado de crime de proximidade, isto é, tem maior incidência entre conhecidos, o que dificulta o seu combate. No entanto, os que mais têm feito vítimas são os pequenos golpes que utilizam a boa fé das pessoas ou, ainda, seu descuido para a recorrência de uma criminalidade que vem sendo amplamente divulgada.

Para estes crimes, vale muito mais a atenção preventiva das pessoas para não se tornarem vítima, que uma ação coordenada de polícias. Por isto mesmo, a arma que os órgãos de segurança vêm adotando contra estas práticas é o esclarecimento. Medidas simples no dia a dia, antes mesmo que você ou algum conhecido seu se torne vítima, poderá proteger você.

Faça destes procedimentos uma rotina, pois além de sua segurança e de seus familiares, você estará ajudando a Polícia não sendo uma vítima fácil. Por isso, nosso assunto para essa edição será:

Meu filho saiu: como o proteger?

Mesmo antes do seu filho sair de casa, acostume-se com procedimentos de rotina. O momento que seu filho costuma sair, se à noite, de dia, finais de semana ou meio de semana é um dado importante para seu conhecimento. Procure sempre saber os locais que ele costuma frequentar. Também, tenha em mãos o número do celular de seu filho e de alguém que normalmente saia com ele ou que esteja com ele naquele dia específico. Tente também colher o máximo de informaçãos acerca de seu círculo de amizade. Explique ao seu filho a sua preocupação. Se possível, mantenha uma agenda dos amigos mais próximos. Isto poderá ajudar você.

Se alguém ligar dando notícia de sequestro, procure manter a calma. Nunca diga o nome de seu filho ou de um parente qualquer. Se falar, cite um nome falso. Tente ouvir mais do que falar. Ouça calmamente o que está sendo dito, pois você pode perceber alguma mentira. Enquanto isto faça contato com os telefones que você já anotou. Estes golpes têm sido muito divulgados, mas a cada dia os criminosos criam uma artimanha nova. É precisa se precaver. E lembre-se: a PM está nas ruas para proteger você.

Eu sou o Coronel Viveiros, Presbítero da Igreja Batista Renascer. Saiba que a única maneira de servir a Deus é servindo ao próximo.

Meu filho saiu: como o proteger?

Mais vistos

Fale com os editores:
E-mail: editora@batistarenscer.com


Editado e publicado no Brasil por:
Renascer – Livraria e Editora Ltda.
Telefone: (62) 3202- 4968

2016 - Desenvolvido pelo Depto. de Marketing da Igreja Batista Renascer.

Topo