drogas
Segurança em pauta

O perigoso mundo das drogas!

Quando fala-se em drogas, precisamos ter em mente que elas sempre existiram e continuarão existindo. Por esse motivo, a prevenção é a melhor estratégia para o enfrentamento do uso abusivo de drogas, que hoje atinge a maioria das famílias brasileiras. O Brasil é o maior consumidor de “crack” e o segundo maior consumidor de cocaína do mundo.

Prevenir é chegar antes do problema ou antecipar-se aos seus efeitos. O maior exemplo de prevenção está em nossa casa, mais precisamente na cozinha: para evitar queimaduras no fogão, basta utilizar a chama de trás para ferver líquidos, coisa que poucas pessoas fazem.

Cerca de 80% dos casos de acidentes com queimaduras domésticas envolvem o uso de líquido quente na cozinha, quase sempre, por utilização das chamas anteriores para fervura ou frituras. A maioria dos acidentes com queimaduras em geral acontecem nas residências.

Veja o perigo: em uma cidade do interior do Estado, uma mulher fervia roupas utilizando a chama da frente do fogão. Valendo-se da desatenção da mãe, a filha de oito anos, por curiosidade, ao puxar o cabo da panela entornou o líquido quente sobre boa parte do seu corpo, provocando queimaduras de segundo e terceiro grau. Mas, o pior ainda estava por vir! A criança de 1 ano, que a menina carregava no colo, caiu dentro da panela e morreu queimada e afogada no líquido restante. Essa tragédia poderia ser evitada com a simples utilização da chama de trás.

Com as drogas não é diferente. Entrar é fácil, mas sair é quase impossível. Para termos uma vida independente das drogas, precisamos fazer a prevenção, pois o uso de drogas sempre provoca sérios prejuízos e pode levar até à morte. Entre os principais fatores que levam as pessoas ao uso de drogas, temos: as más amizades, a curiosidade, a ausência da família, a solidão e a necessidade de aceitação pelo grupo, além de outros fatores de natureza emocional, social e espiritual.

Ao contrário do exemplo das queimaduras, para a prevenção às drogas não existe uma única dica objetiva, mas existem medidas que funcionam como verdadeiros fatores de proteção do uso de drogas. Entre as principais temos:

  • A PRESENÇA: nada substitui a presença da família, da igreja, do Estado. “Adote o seu filho antes que um traficante o faça”.
  • ARTE, ESPORTE E RELIGIÃO: comprovadamente, as crianças que se envolvem com essas atividades têm menos risco de ser dominado pelas drogas.
  • OBSERVAÇÃO: procure observar eventual mudança de atitude de seu filho, como desinteresse pela escola, trabalho, higiene pessoal, convivência nos momentos em família, entre outros.
  • ATENÇÃO: esteja atento sobre eventual desaparecimento de pequenos objetos de casa, cujas vendas poderão ajudar na manutenção do vício.
  • AMAR: amar muito, especialmente se o vício já estiver instalado.

Quando as drogas chegam, todos sofrem e a família precisa estar preparada para enfrentar o problema sem ser envolvida por ele, para evitar a síndrome da codependência. Esse será o nosso assunto para as próximas edições. Fique atento!

O perigoso mundo das drogas!

Mais vistos

Fale com os editores:
E-mail: editora@batistarenscer.com


Editado e publicado no Brasil por:
Renascer – Livraria e Editora Ltda.
Telefone: (62) 3202- 4968

2016 - Desenvolvido pelo Depto. de Marketing da Igreja Batista Renascer.

Topo