ocupado
Coaching e Você

Ocupado demais!

O excesso de tarefas e atividades têm levado muitas pessoas a se manterem muito ocupadas, mas sem resultados e sem tempo para aquilo que é realmente importante.

Outro dia, encontrei um amigo que há tempo não nos víamos. Questionei como estava e observei que andava sumido. A resposta: “eu ando muito ocupado e não tenho mais tempo para nada além do trabalho”. A mesma realidade de meu amigo é vivenciada diariamente pela maioria das pessoas, em especial pelos profissionais ao redor do mundo. O resultado é correria, estresse, poucas realizações profissionais e pessoais, e a sensação de que o tempo passou e aproveitou-se muito pouco a vida.

Não precisava ser assim. Quando alguém vier reclamar que não consegue se dedicar àquilo que é importante em sua vida por excesso de tarefas e falta de tempo, não se iluda. Dar algumas horas a mais por dia, se isto fosse possível, ou diminuir a quantidade de trabalho, na quase totalidade de vezes, não irá atender à necessidade desta pessoa. A sensação inicial de alívio logo será sufocada pelas obrigações e tarefas diárias, voltando a estar ocupado como ou pior do que antes.

O problema, evidentemente, não está na quantidade de trabalho e tarefas. A questão reside na falta do estabelecimento de prioridades. Estas pessoas não listam suas atividades e obrigações para colocá-las em ordem de prioridade. Priorizar, segundo o dicionário Houaiss, significa “enfrentar em primeiro lugar e com mais empenho”.

Agora o que colocar “em primeiro lugar e a que se dedicar com mais empenho”?

Recentemente passei por um curso online junto a um dos melhores coaches do Brasil, Geronimo Theml. Na Academia de Produtividade adquiri um conhecimento valiosíssimo para entender perfeitamente que se ocupar não é produzir. Essa é uma das oito Verdades Absolutas que Theml apresenta ao longo do seu curso. As outras sete são: as tarefas nunca vão terminar; se você não tem agenda, vira agenda dos outros; mais importante que a velocidade é a direção; síndrome do “Tem que… fazer isso ou aquilo na hora errada”; não trate exceção como regra; felicidade não é uma linha de chegada, ela é o próprio caminho; e se fosse fácil todo mundo faria.

Como eu disse, aprendi muito a respeito de produtividade e de como fazer minhas 24 horas serem mais bem aproveitadas, e posso adiantar que não é uma tarefa fácil. Por isso, a última verdade absoluta é: se fosse fácil todo mundo faria.

É assunto de um curso de oito semanas e por essa razão vou me ater somente a primeira das oito verdades absolutas que Geronimo apresenta: SE OCUPAR NÃO É PRODUZIR.

Voltemos então a pergunta: o que colocar “em primeiro lugar e a que se dedicar com mais empenho”? Está aí, quem sabe, a principal dúvida da maior parte da humanidade. Para colocar algo em prioridade é necessário antes saber responder a essas outras perguntas: o que você deseja? Qual é o seu resultado esperado? Para onde você quer ir? O que você deseja ser?

Para melhor ilustrar esse impasse vou citar uma cena de um filme muito conhecido, Alice no país das maravilhas. Em um determinado momento nesse longa metragem, a personagem principal Alice se depara em uma encruzilhada. À sua frente tem uma pedra e dois caminhos, sendo um para a direita e outro para a esquerda. Em cima da pedra aparece o gato com o sorriso vertiginoso e logo após aparecer a frente da menina ela o questiona: “seu gato, para onde esses caminhos vão dar”? Em resposta à pergunta feita, ele fala: “menina para onde você deseja ir”? A mocinha por sua vez replica e diz: “eu não sei”? E com isso o felino roxo com listras negras fecha dizendo: “para quem não sabe para onde quer ir, qualquer caminho serve”

Ocupados Demais! A maioria das pessoas não tem a mínima ideia do porque existem e o que querem para suas vidas. Logo, acabam se ocupando diariamente com coisas e tarefas que nunca as conduzirão ao destino desejado de suas jornadas, que por sinal é desconhecido. Como eu não sei o que quero da vida e o verdadeiro porquê de estar aqui no universo, então vou permitindo que os meus dias sejam tocados ao som da música “Vida leva eu”, do cantor Zeca Pagodinho.

Ocupado Demais reflete a realidade cruel e desolada de milhares de pessoas que se encontram perdidas, pois, quando eu entendo porque estou aqui e faço as coisas que faço, para quê e a quem, eu me posiciono na direção do que tenho que fazer para conquistar os meus objetivos. Significa que consciente do propósito e dos sonhos que quero realizar na minha vida e como vou alcançá-los, eu agora não mais danço conforme a música, e sim escolho a música e em que momento ela vai tocar.

ocupado

Quer um exemplo? Conheço uma dezena ou centena de colegas e amigos meus que passam o dia inteiro fazendo algo. Desde o início do dia até o soar da meia noite, porém se lhes faço uma pergunta: como foi o seu dia? De imediato me respondem que não tiveram tempo para nada. Entretanto, se analisarmos de uma forma mais detalhada cada momento desse dia, vamos chegar à conclusão de que eles apenas se ocuparam e pouco produziram. Lamentável, mas essa é a verdade.

Os dias tem passado e infelizmente estamos cada vez mais ocupados. Para a família, para a igreja, os amigos, e de repente o tempo passou de tal forma que… o que fizemos de relevante? Essa reflexão tem me preocupado e me conduzido a buscar produzir mais do que me ocupar. Quando produzimos, por incrível que pareça, fazemos menos coisas por dia, porém chegamos mais rápido e com maior prazer em nossas metas e sonhos. Sobra tempo para fazer aquilo que precisa ser feito.

E você tem se ocupado demais ou vivido dias de grandes experiências que tem te conduzido para uma vida com maior qualidade e plenitude?

Ocupado demais!

Mais vistos

Fale com os editores:
E-mail: editora@batistarenscer.com


Editado e publicado no Brasil por:
Renascer – Livraria e Editora Ltda.
Telefone: (62) 3202- 4968

2016 - Desenvolvido pelo Depto. de Marketing da Igreja Batista Renascer.

Topo