mulher cristã
Ser Mulher

Os desafios de uma mulher cristã em uma sociedade incrédula

Acredito que vivemos em um tempo em que nós mulheres somos pressionadas de todos os lados. São pressões sociais para fazermos as escolhas que a sociedade quer, pressões pessoais para correspondermos ao que os outros esperam de nós, pressões espirituais vindas da luta entre a alma e o espírito, entre as forças espirituais do mal e Deus.

É normal que a mulher cristã sinta-se inadequada neste contexto, pois Jesus mesmo disse que assim como ele não era do mundo, nós também não somos, e que por este motivo o mundo nos odeia (João 15.18). Não há como estar em um mundo incrédulo e não ser pressionada por causa da nossa fé. Mesmo vivendo em um país onde há garantia legal de liberdade de crença e de culto (CF, Art. 5, Inciso VI), a degradação moral e o ataque aberto à família afrontam diretamente a nossa fé. O nosso maior desafio enquanto cristãs é justamente não ceder, e nos mantermos firmes dentro do padrão e do propósito que Deus planejou pra nós. Vamos ser o que Deus espera de nós enquanto mulheres, e, além disso, o que Ele espera de nós como cristãs.

Algo muito elementar, mas extremamente relevante na Palavra de Deus é o fato dele ter criado o homem e a mulher. Foram criados com características distintas e ao mesmo tempo complementares. Através do casamento o casal deve se tornar uma só carne. A mulher tem a função desde a criação de ser uma ajudadora idônea para o homem (Gênesis 2.18, 21-24). Sendo assim, mesmo que costumes e leis sejam contrárias a esse posicionamento, isso é o que Deus espera de nós.

Mas, antes de ter sido criada como uma companheira do homem, a mulher é uma criação de Deus, amada por Ele e separada para viver conforme a Sua vontade.

“Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz;”  (1 Pedro 2:9)

            Durante toda a história de Israel, Deus advertiu o seu povo para que não se contaminasse com os costumes e com as práticas dos povos que viviam ao seu redor. Pelo contrário, eles deveriam permanecer firmes, inabaláveis em obediência a Deus. Devemos nos lembrar disso e buscar um viver santo. Os padrões de comportamento da modernidade que se distanciam dos estabelecidos por Deus, devem ser totalmente evitados por nós. Deus não nos chamou para nos conformarmos (ou tomarmos a forma) deste mundo, mas para sermos transformadas pela renovação do nosso entendimento (Romanos 12:2).

Ainda que enfrentemos perseguições, pressões e aflições por vivermos em meio a uma sociedade iníqua, devemos buscar compreender o que Deus quer de nós, sermos direcionadas e fortalecidas nele para que possamos fazer a diferença e brilhar como luzeiros em meio à escuridão.

“… para que venham a tornar-se puros e irrepreensíveis, filhos de Deus inculpáveis no meio de uma geração corrompida e depravada, na qual vocês brilham como estrelas no universo” (Filipenses 2:15)

Os desafios de uma mulher cristã em uma sociedade incrédula

Mais vistos

Fale com os editores:
E-mail: editora@batistarenscer.com


Editado e publicado no Brasil por:
Renascer – Livraria e Editora Ltda.
Telefone: (62) 3202- 4968

2016 - Desenvolvido pelo Depto. de Marketing da Igreja Batista Renascer.

Topo