Sobrecarregado
Artigos

Você está sobrecarregado? Veja o que pode ser feito

Fotografia: Paulo Rogê

O excesso de atividades no dia a dia tem sido uma característica marcante da nossa sociedade contemporânea, e desencadeado por um crescente acesso às informações e um condicionante comportamento de competitividade e consumismo.

Viver no limite, terminando o dia sem realizar o que se havia agendado, seja no trabalho ou nos compromissos com a família, amigos, lazer e sem tempo para si mesmo, é algo que configura um grande desequilíbrio na vida do ser humano, provocando formas de adoecimento físico e mental cada vez mais graves, uma vez que estabelece um quadro de forte estresse, ansiedade, depressão, problemas cardiorrespiratórios, gastrointestinais e imunológicos,  necessitando assim de ajuda profissional especializada.

Para se ter uma ideia melhor, um estudo realizado em São Paulo, que integra o estudo global da Organização Mundial de Saúde – OMS, publicado em 2012, inclui a sobrecarga social e econômica e ainda aponta um índice de quase 30% dos habitantes que apresentam transtornos mentais em razão do contexto desta temática. É o maior índice entre as cidades dos países pesquisados.

É preciso estar atento aos principais sintomas iniciais, característicos de quem está sobrecarregado. São eles: dores que mudam de local no corpo constantemente sem causa definida, principalmente dores musculares; alterações na rotina de alimentação pela falta de apetite; alterações no sono trazendo excesso ou perda do mesmo e o sentimento crescente de tristeza e solidão, mesmo estando perto de amigos e familiares. Sintomas que, por não serem reconhecidos de início, aos poucos começam a gerar a diminuição de produtividade e qualidade nas relações sociais.

Mas, uma vez consciente dessa possibilidade de adoecimento ou mesmo identificado que estes sintomas já estão estabelecidos na pessoa, é necessário tomar atitudes de prevenção e reversão deste quadro, possibilitando um viver em equilíbrio nas diversas atividades do dia a dia de forma a sentir-se realizado, produtivo e saudável. Destaco aqui algumas:

  1. Planeje suas atividades com intervalos: procure todas as manhãs, antes de realizar qualquer tarefa, revisar e planejar suas atividades a serem realizadas no dia e durante a semana com pequenos intervalos de tempo, não esquecendo do tempo para você, para sua família e lazer. Estabeleça prioridades para as atividades em grau de, por exemplo, muito importante, importante e menos importante. Planejamento tem, entre outras, uma função terapêutica de organizar, disciplinar e acalmar a mente.
  2. Visualize o tempo: não apenas relacione as atividades a serem realizadas colocando horários. Faça isso visualizando em uma linha do tempo. Por exemplo, utilize um quadro branco e post-tit, ou planilhas eletrônicas com células destacadas em cores diferentes para cada atividade de forma linear. Isso ajuda a criar na mente uma noção do tempo real que temos para realizar nossas atividades do dia.
  3. Aprenda a dizer não: a palavra não à primeira vista, parece ter um significado negativo por associar-se a noção de incapacidade, por isso temos a tendência de rejeitá-la em nossa fala. Entretanto, quando deixamos de dizer não, trazemos para nós muito mais do podemos suportar. O não ajuda a assegurar que aquilo que foi planejado tem condições de ser executado, evitando frustrações e sentimento de incapacidade.
  4. Não procrastine: não deixe para depois o que deve ser feito agora. Isso requer sabedoria para lidar com suas emoções. Deixamos de fazer algo agora, porque muitas vezes isso nos causa desconforto, nos aborrece, irrita e entristece. Entretanto, sentir alívio ao deixar de fazer algo agora não nos impedirá de ter que fazer no futuro, tomando lugar ou tendo que dividir o tempo com outra atividade já planejada.

Sobre este assunto, sobretudo, temos na Palavra de Deus uma orientação de valor inestimável de Cristo Jesus:

“Vinde a mim todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim que sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para vossas almas. Por que meu jugo é suave e meu fardo é leve.” (Matheus 11: 28-30).

Cristo nos chama para nos aliviar de nosso peso, de toda sobrecarga que está destruindo nossa vida pessoal, profissional, sentimental e espiritual e a aceitar sua amorosa direção e sua autoridade que nos traz a paz.

Portanto, cuidemos de nossa saúde física e mental, e permaneçamos na presença de Cristo Jesus. Que essa seja a nossa atitude. Deus abençoe a todos.

Você está sobrecarregado? Veja o que pode ser feito

Mais vistos

Fale com os editores:
E-mail: editora@batistarenscer.com


Editado e publicado no Brasil por:
Renascer – Livraria e Editora Ltda.
Telefone: (62) 3202- 4968

2016 - Desenvolvido pelo Depto. de Marketing da Igreja Batista Renascer.

Topo