baleado
Minuto Seguro

Você já pensou em ser baleado?

Uma das questões mais delicadas na Segurança Pública em todo o país é lidar com o nível de estresse que vive um policial. Imagine as possibilidades que esse profissional enfrenta todos os dias? Agora, faça um pequeno exercício: feche os seus olhos, imagine-se vestindo a farda, colocando arma e munição na cintura, conferindo equipamentos e saindo para trabalhar. O que você acha que um policial espera encontrar lá fora? Pode ser uma criança desaparecida, um idoso precisando atravessar a rua, um animal que cai em um buraco, ou ainda um roubo a banco, troca de tiros em um ponto de tráfico, ou sequestro de uma autoridade qualquer. Essa é a vida do policial. Os órgãos responsáveis pela segurança enfrentam grandes dificuldades, pois devem preparar o policial para atender diversas ocorrências, desde o sumiço de uma criança, até mesmo um tiroteio, e, muitas vezes, tudo isso em um mesmo dia. Por isso, as atitudes das pessoas durante uma abordagem policial são importantes. Saiba que você pode ajudar a diminuir o estresse de um policial. Pensando nisso, trago o seguinte tema para a 10ª edição da Revista Renascer:

Você já pensou em ser baleado?

Se a sua resposta for negativa a essa pergunta, há uma grande chance de você ser uma pessoa de bem. A maioria das pessoas não pensa nesta possibilidade como um fato real. Mas, seguramente, mais de 90% dos policiais já viveram alguma situação de risco. No mundo todo, somente três tipos de pessoas pensam constantemente nesta hipótese: moradores de áreas conflagradas por guerra ou crime organizado, criminosos e agentes de segurança.

Você sabia que o policial jamais sai de casa pensando em matar? Mas todos os dias ele pensa na possibilidade de morrer. A morte ronda essa profissão.

Nos países desenvolvidos as pessoas de bem buscam baixar o nível de estresse de seus policiais. Por isso, existem cartilhas orientando as pessoas a se portarem em uma ocorrência ou abordagem policial. É comum que criminosos, quando podem, busquem lugares para se esconder. A lógica então é que as pessoas de bem se revelem e se exponham para o policial, e isso facilita o trabalho e a segurança. Ao ser abordado, facilite o trabalho do policial: responda e apresente documentos que lhe são solicitados, tente não falar mais que o necessário e mantenha as mãos visíveis. Fique atento para saber o por quê daquela abordagem, pois certamente o policial lhe dirá. Ao final, não fique em local de ocorrência ou acidente, procure afastar-se de forma calma, porém rapidamente.

Lembre-se que a Polícia Militar está na rua para proteger você. Colabore e ajude a fazer a sua cidade melhor.

Eu sou o Coronel Viveiros, Presbítero da Igreja Batista Renascer. Saiba que a única maneira de servir a Deus é servindo ao próximo.

Até a próxima edição e fiquem na paz do Senhor!

Você já pensou em ser baleado?

Mais vistos

Fale com os editores:
E-mail: editora@batistarenscer.com


Editado e publicado no Brasil por:
Renascer – Livraria e Editora Ltda.
Telefone: (62) 3202- 4968

2016 - Desenvolvido pelo Depto. de Marketing da Igreja Batista Renascer.

Topo