Brasil
Cidadania em Pauta

2019: O ano de esperança para o Brasil!

O ano de 2018 foi marcado por “brigas” ideológicas e por grande expectativa de todos os brasileiros em relação as eleições, principalmente para Presidente da República. No entanto, é interessante destacar que o nosso papel como cidadão-eleitor não se encerra com o exercício do voto. Se quisermos ter um Brasil melhor, temos que nos interessar, de forma ativa, no processo de mudança que acontecerá por meio de leis, decretos, etc.

Para isso, cada um de nós precisa exercer a função de fiscal dos atos e decisões das autoridades políticas de nosso país, pelo menos com relação aos candidatos que cada um elegeu na última eleição, seja pra Presidente, Deputado ou Senador. Tal fiscalização pode ser realizada pelos inúmeros meios de comunicação confiáveis que temos à mão, como jornal do senado, da câmara e internet. Cabe a mim e a você ficar de olho, ou seja, supervisionar as ações daqueles que elegemos, tendo em vista que cada candidato eleito é pago por nós, cidadãos, e cada decisão tomada afeta diretamente a nossa vida, seja na área da economia, educação ou saúde.  O que os eleitos devem fazer é trabalhar para o povo e pelo povo, aprovando leis que beneficiam o cidadão.

No novo ano que já iniciou, precisamos renovar nossas esperanças de que tudo será melhor do que em 2018 e, com certeza, seja no campo profissional, familiar, nos relacionamentos, na vida financeira ou no campo emocional, devemos fazer a nossa parte. Não se trata de ter esperança apenas, mas de ter atitudes para que na prática isso aconteça.

De acordo com a Bíblia, não devemos confiar apenas em homens da maneira como confiamos em Deus. No livro de Jeremias 17:5 diz: “Maldito o homem que confia no homem, e faz da carne o seu braço, e aparta o seu coração do Senhor!”. Por isso, além de fiscalizar é preciso confiar em Deus, pois a nossa esperança vem d’Ele.

Em relação ao poder Executivo e Legislativo, faz-se necessário rever nossos conceitos. Deixemos a inércia de lado. Precisamos inspecionar o trabalho daqueles que tomaram posse e lutar por um país com mais justiça e sem corrupção.

Chamo a atenção do leitor para tal fiscalização, tendo em vista que a questão da amnésia pós-pleito é tão séria que, segundo uma pesquisa realizada pela revista Exame, 79% dos brasileiros não lembra em quem votou para o Congresso nas eleições de 2014.

Como cristãos e cidadãos temos o dever de orar pela nossa nação e ter atitudes que abençoam o nosso país, com simples ações de não jogar lixo na rua, por exemplo, até o ato de pagar os impostos em dia, deixando a murmuração de lado. Precisamos orar pelos homens e mulheres que governam o Brasil e aplicam as leis, sejam do Poder Executivo, Legislativo ou Judiciário.

Lembre-se: a mudança do nosso país começa em mim e em você.

2019: O ano de esperança para o Brasil!

Mais vistos

Fale com os editores:
E-mail: editora@batistarenscer.com


Editado e publicado no Brasil por:
Renascer – Livraria e Editora Ltda.
Telefone: (62) 3202- 4968

2016 - Desenvolvido pelo Depto. de Marketing da Igreja Batista Renascer.

Topo