Revista Renascer

ser pai
Capa

A Honra de ser pai

Fotografia: Paulo Rogê

A pergunta que fazemos durante toda gravidez é: será que estamos prontos? Se não, quando vamos estar?

Desde criança, as meninas brincam de boneca e de casinha. A maioria delas sonha com a maternidade, e na vida adulta, essa ideia é natural para boa parte das mulheres, o que as faz saber mais facilmente se já está na hora de ser mãe.

Para os homens, no entanto, isso costuma ser mais complicado. A maioria não foi educado para abrir mão da própria individualidade e abdicar de uma parte da dedicação à carreira e à diversão para ser pai e criar um filho. Na maioria das vezes, a “ficha demora a cair”.

Eu mesmo quis ser pai, mas tinha a sensação de estar sempre esperando o momento certo. Confesso que em alguns momentos, principalmente depois dos sobrinhos, tive vontade, mas logo depois vinha as atividades do dia-a-dia, os compromissos e toda a individualidade que comentei acima. Tudo isso fazia esse sentimento ser adiado dentro de mim.

Nos momentos em que eu pensava ter um filho, cheguei a comentar com minha esposa sobre essa vontade, até que veio a surpresa: “ESTOU GRÁVIDA”. Confesso que foi uma notícia maravilhosa de ouvir, um misto de boas emoções, que só quem já passou sabe como é.

Sua barriga não vai crescer, não sentirá enjoos matinais nem desejos estranhos. Mas, abra mais espaço em seu peito, pois o seu coração vai crescer com todo o amor que esse bebê fará nascer em você, e isso passou a acontecer comigo.

Pensei muito sobre a paternidade, sobre o impacto que a presença do meu pai causou na minha vida. Eu também queria causar o mesmo impacto nesse novo ser que estava vindo. Até que o grande dia chegou. Confesso que não vivi emoção maior em toda a minha vida. Ao ver o rosto do Eduardo pela primeira vez, comecei a chorar alto como se estivesse somente eu naquele centro cirúrgico, até que caí em mim e me controlei.

Isso mesmo que você leu: filhos causam esse sentimento de emoção em nós. Ali, no centro cirúrgico, foi o nosso primeiro encontro, de uma longa caminhada juntos que estava apenas começando.

Fico pensando o quanto é doloroso um filho crescer sem pai. E isso serve tanto para filho, quanto para o pai, porque nenhum dos dois imagina o que está perdendo. O homem que abandona uma mulher grávida não sabe o que está perdendo.

Cada sorriso que os filhos dão de manhã ao acordar é tão terapêutico que te economiza uma grana de psicólogo e psiquiatra no futuro! Isso faz com que você se sinta a pessoa mais sortuda do mundo. Nenhum dinheiro paga isso.

Além da emoção de ver o rosto pela primeira vez, veio o susto da rotina de ter uma bebê. Na primeira noite a Clívia amamentou ainda deitada e sem poder levantar a cabeça, se recuperando da cesariana. Nessa hora eu vi que tinha uma mulher e um bebê que precisavam de mim. Me lembro que ele começou a chorar de madrugada na primeira noite e eu sem saber o que fazer fui até a enfermeira e disse: “Moça tem como ir lá dar uma olhadinha no meu filho? Pelo amor de Deus, ele está chorando”.  E ela me respondeu: “Não tem jeito não irmão, agora é com você”.

Sabe todo aquele momento romântico que você imagina quando nasce o bebê? Pois é, não foi, foi assustador. Naquele momento, voltei para o quarto e peguei ele no colo. Pedi a Deus que me ajudasse. Os dias foram passando e as coisas foram se normalizando, pois você incorpora a paternidade.

A primeira vez traz sempre muita responsabilidade, tudo é novidade e nunca se está devidamente preparado, mas quando se carrega um filho nos braços, a vontade de o proteger e o amor que se quer dar a ele, são sentimentos instintivos.

A maior missão do ser humano é criar outro ser humano para ser alguém de valor e temer a Deus. Ser pai é uma qualidade que já nasce conosco e que simplesmente podemos desenvolver para criarmos melhor esse bebê que é nosso.

Você já pensou na bênção que é cuidar de uma vida que depende de você? Não há maior privilégio do que ver nossa criança crescer e poder ensinar assuntos importantes.

As primeiras palavras, as primeiras conquistas, todos os momentos serão significativos e encherão você de felicidade.

Ser pai de primeira viagem é uma experiência incrível que você nunca esquecerá.

Meu conselho é que você desfrute de cada momento com seu filho e faça com que ele sinta muito orgulho de você!

Uma coisa posso te afirmar: ser pai é uma honra!

A Honra de ser pai

Mais vistos

Fale com os editores:
E-mail: editora@batistarenscer.com


Editado e publicado no Brasil por:
Renascer – Livraria e Editora Ltda.
Telefone: (62) 3202- 4968

2016 - Desenvolvido pelo Depto. de Marketing da Igreja Batista Renascer.

Topo