Revista Renascer

amor
Jornada da Vida

É possível viver uma vida sem amor?

Caros leitores! Falar de amor é algo muito importante e ao mesmo tempo nos requer um testemunho de vida, pois caso contrário se tornam apenas palavras vazias, ou seja, da boca para fora. Eu, inclusive, levo uma frase comigo: “O que une as pessoas é o amor, tão somente o amor”.

Infelizmente vivemos hoje em uma sociedade que tem se esquecido de amar, e mais triste ainda, que se tornou prisioneira de sua efemeridade e egoísmo. O aceleramento de novas tecnologias, que tinha o objetivo de facilitar a vida de todos, acabou trazendo consigo um abismo no que tange ao relacionamento entre as pessoas. Tudo agora é virtual, inclusive amar as pessoas, que por sinal no ambiente online são boazinhas e fáceis de se relacionar.

Caminhamos para um lugar ainda pior, infelizmente. Pois, a maior parte das pessoas se esqueceu de perdoar e principalmente de fazer pelo outro antes de si. Chegamos a um ponto que o lema é: amar a mim mesmo, acima de tudo e de todos. Quando na verdade deveríamos nos lembrar do primeiro mandamento da lei de Deus: “Amar a Deus sobre todas as coisas”.

Eu acabei preferindo fazer um acréscimo na frase que levo para minha vida: o que une as pessoas é o amor, tão somente o amor, e esse amor é Deus, em minha opinião.

Jesus, sendo Deus, que habitou entre nós como homem, veio nos ensinar a amar. Não através de palavras e doutrinas, pois jamais escreveu uma linha sequer. Ele exemplificou, através de sua vida, como podemos ser felizes, mesmo nas adversidades, pois Ele lutou contra inúmeras, e morreu numa cruz por amor a todos nós.

Eu, sinceramente, não acredito que seja possível viver uma vida toda sem amor, ou  trilhar a jornada da nossa existência sem poder se doar e receber essa dádiva tão preciosa. É difícil acreditar que, diante de tanta loucura e maldade que hoje temos visto acontecer, possa existir uma esperança de um futuro onde as pessoas voltem os seus corações para o exercício da prática do amor, assim como Jesus disse: “Amai-vos uns aos outros, como eu mesmo vos amei”. (João 13.34).

Porém, mesmo sendo muito difícil acreditar, eu escolho ter a atitude de manter a minha fé nas promessas que Deus nos deixou, como essa: “Nossa esperança está no Senhor, Ele é o nosso auxílio e a nossa proteção”. (Salmos 33.20). Sim eu confio que Deus sempre esteve, está e estará no controle de todas as coisas.

Por confiar nisso, preciso me permitir ser a Sua própria imagem e semelhança, e como tal, vou refletir sobre aqueles que vierem a mim o amor de Deus, que é pai, a fim de que Ele continue sendo o elo entre as pessoas, mediante o Seu infinito amor, pois o que une as pessoas é o amor, tão somente o amor e Ele é o puro amor.

É possível viver uma vida sem amor?

Mais vistos

Fale com os editores:
E-mail: editora@batistarenscer.com


Editado e publicado no Brasil por:
Renascer – Livraria e Editora Ltda.
Telefone: (62) 3202- 4968

2016 - Desenvolvido pelo Depto. de Marketing da Igreja Batista Renascer.

Topo