Revista Renascer

gratidão
Palavras Pastorais

Vivendo o Ano da Gratidão

Nesta edição do mês de junho, quero falar com vocês, caros leitores, sobre o tema que estamos trabalhando nesse ano de 2019: a gratidão.

De acordo com o dicionário da língua portuguesa, gratidão é a característica ou particularidade de quem é grato; ação de reconhecer ou prestar reconhecimento (a alguém) por uma ação e/ou benefício recebido; agradecimento.

É muito importante tratarmos desse tema, pois infelizmente não temos a cultura de agradecer da forma correta. Precisamos entender e colocar a gratidão em prática, no nosso espírito. Por mais que você não tenha nenhum motivo para agradecer, entenda que só pelo fato de estar vivo já devemos agradecer.

Lamentavelmente, nós não temos usado a gratidão como ferramenta diária. Um coração grato deve ser uma realidade na vida de qualquer pessoa que se considera cristã.

“Bom é render graças ao Senhor e cantar louvores ao Teu nome, óh Altíssimo.

Por que não fazemos mais? Porque vivemos um sistema de recompensa, eu rendo graças à Deus por aquilo que Ele faz por mim, e não por Ele.

Gratidão é uma ordem Divina”. (Salmo 92:1)

É fácil? Não. É fácil dar graças pelas coisas boas, não por tudo. Mas Deus nos fala para dar graças por tudo. O que deu errado hoje, pode ser Deus nos poupando de coisas piores, por isso agradecer pelas coisas que não dão certo também é uma dádiva. Dar graças é como oferecer sacrifício à Deus.

“Oferece à Deus ação de graças, e paga seus votos ao Altíssimo. Dar graças é oferecer sacrifício, ofereça à Deus graças”. (Salmos 50:14)

Sentir-se grato também está associado a um estado de espírito e não se refere somente a bons acontecimentos. A sensação de gratidão pode estar relacionada a todos os episódios da vida de uma pessoa, que pode sentir-se grata também por experiências ruins que lhe trouxeram algum aprendizado. Assim, a gratidão pode estar relacionada não só às graças ou ajudas recebidas, mas a todas as experiências vividas por uma pessoa durante a sua vida e seus relacionamentos.

Interessante destacar que o que fez Satanás cair do céu não foi a rebeldia, mas a ingratidão. A rebeldia é gerada pela ingratidão. Quando você permite que esse sentimento entre em seu coração, você perde a visão e o entendimento.  Entenda que a gratidão é diferente, pois ela é dócil e gera paz em nosso coração. Quando as coisas dão errado e você começa a murmurar, significa que você está sendo ingrato. Veja que Deus tem a Sua forma de fazer, e muitas vezes não são formas convencionais, por isso perdemos a benção por besteira. Situações ruins da vida não significam fracasso.

A Bíblia nos ensina que render graças ao Senhor é conduta dos remidos:

“Dai graças o Senhor porque Ele é bom, e sua benignidade dura para sempre. Assim digam os remidos do Senhor, a quem redimiu da mão do inimigo”. (Salmos 107:1-2)

Pense bem: se Jesus não tivesse nos salvado, quem seríamos hoje? Provavelmente já estaríamos mortos. Nós fomos escolhidos e separados para viver uma vida decente e melhor. O propósito que Deus tem pra você, vai se cumprir no tempo d’Ele e tudo será para a Sua glorificação. Portanto, se arrependa e agradeça por tudo o quanto antes.

Por todas as coisas são por causa de vós, para que a abundante graça possa por meio da ação de graças de muitos redundar para a glória de Deus”. (2 Coríntios 4:15)

Estudos apontam que o sentimento genuíno de gratidão pode estar ligado à sensação de bem-estar em relação às emoções. Assim, pessoas que experimentam a real valorização da sensação provocada pela gratidão poderiam sentir-se mais prósperas, tranquilas e felizes em suas vidas.

Meu desejo é que você possa realmente viver a ano da gratidão e que possa desfrutar as maravilhas do Senhor em sua vida!

Que Deus abençoe todos vocês!

Vivendo o Ano da Gratidão

Mais vistos

Fale com os editores:
E-mail: editora@batistarenscer.com


Editado e publicado no Brasil por:
Renascer – Livraria e Editora Ltda.
Telefone: (62) 3202- 4968

2016 - Desenvolvido pelo Depto. de Marketing da Igreja Batista Renascer.

Topo